terça-feira, 22 de janeiro de 2013

O Desafio de Sermos Pais


Já falei da importância de auto-estima elevada, de auto-imagem saudável, sobre padrões de comportamentos e outras coisinhas mais que necessitamos para uma vida plena, em equilíbrio, para a tão sonhada felicidade. E os filhos, eles são ou não importantes nessa felicidade? Eis a questão.
Lendo uma reportagem aqui outra acolá, percebi que não se fala muito sobre a realidade de ter filhos. No geral, a responsabilidade é comentada superficialmente, é dito que um filho muda sua vida, etc, etc, mas, com conotação de que tudo isso é superado diante da alegria de se ter um filho, do prazer indescritível e indiscutível ao vê-lo nascer, crescer.  É só isso que acontece quando se tem um filho?
Quem tem filhos sabe com certeza que não, mas muitos também não conseguem admitir para si mesmo o contrário, os sentimentos e emoções negativas que podem surgir desde o nascimento do filhote. Por isso achei importante colocar alguns destes sentimentos e comportamentos que surgem, com algumas dicas para passar cada fase e se sair bem como pais sem qualquer sentimento de culpa que possa surgir (pois ele surge mesmo).