quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Um olhar psicológico para o uso da maconha

Uma pessoa que usa maconha tem como finalidade alcançar um estado diferente do normal. o objetivo de alcançar um estado diferente de percepção, sentir-se como num sonho ou para relaxar-se indica que existe uma deficiência na psicológica: os problemas externos são muitos fortes sendo necessário uma forma de compensação dessa tensão, ou o individuo que fuma maconha está fraco o suficiente para não enfrentar seus problemas naturais.  Nesse caso o problema não está na maconha, mas no comportamento de fuga.

A adolescência é a preparação para a vida adulta que por natureza é mais difícil devido a maturidade que será alcançada com o tempo e paciência. Quando um adolescente foge de seus problemas está implantando o hábito da fuga para a vida adulta. Talvez, através da própria maconha quando for adulto.

Muitos usuários alegam que o cigarro é muito pior que a maconha, dependendo do ângulo que estiver vendo, é mesmo. O cigarro nunca é saudável. Os efeitos maléficos do cigarro são diretamente proporcionais a intensidade do uso, pois é muito comum encontrar uma pessoa que fuma 20, 30 cigarros por dia, com isso a probabilidade é muito maior de contrair um câncer ou enfisema. Contudo os efeitos maléficos da maconha são outros, atingem com certeza, o comportamento e a personalidade dos usuários, pelo efeito psicotrópico,  além da Síndrome Amotivacional (caracterizada por apatia, dificuldade de concentração, isolamento social, perda no interesse em novas aquisições), e não precisa ter todas estas características, e podem ir aumentando conforme a frequência e quantidade do uso.

Como em todos os grupos sociais há uma busca pelo semelhante, então o usuário da maconha aceita e é aceito por outros usuários, que também tem por hábito fugir da realidade, reforçando que o que faz é o certo e anestesiando o lado da personalidade que precisaria se desenvolver, que é a capacidade de suportar frustrações sem desanimar, sem desistir.

Quando uma pessoa experimenta o sabor da vitória pelo seu próprio sabor da vitória pelo seu próprio esforço , tende a deixar o uso da maconha , por perceber que a vitória na vida é mais saborosa. Aqueles que alcançam o sucesso e continuam usando a maconha tem muito mais chance de perderem o que conquistarem, do que aqueles que abandonaram o uso e substituíram o valor da maconha por outro melhor.

A maconha talvez não encurte a vida de uma pessoa como faz o cigarro, mas certamente compromete a qualidade dos anos vividos.

EFEITOS FÍSICOS E PSICOLÓGICOS DEPOIS DE 2 HORAS:
  • aumento do apetite, geralmente doces;
  • sonolência;
  • desmotivação;
  • insônia e excitação nervosa;
  • irritabilidade;
  • ansiedade;
  • hiper sensibilidade moral, com relações severas por pequenas coisas (os revoltados);
  • esquecimento de algumas tarefas e horários.


EFEITOS FÍSICOS IMEDIATOS:
  • olhos avermelhados e injetados;
  • boca seca;
  • tosse ou pigarro;
  • coração mais acelerado;
  • mãos trêmulas;
  • suor excessivo;
  • sono (em alguns casos);
  • dificuldade para caminhar, devido a alteração na coordenação dos movimentos. A pessoa compensa, andando mais devagar e arrastando mais os pés no chão;
  • cansaço (em alguns casos).


OBS: Estes efeitos diferem de intensidade de pessoa para pessoa,

texto baseado no psicosite - Dr. rodrigo Morot) M.D. Saúde - e de coletãnea de outros artigos sobre o mesmo assunto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário