quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Você sabe detectar se tem raiva reprimida?

Se irrita facilmente? Em assuntos polêmicos você se sente revoltado? Inconformado?
Cuidado... Você pode estar reprimindo sua raiva de algumas situações ou pessoas e a dirigindo de forma errada.

Alguns assuntos, com certeza, despertam emoções dentro de nós. As vezes, as pessoas utilizam uma discussão qualquer como válvula de escape para raivas que estão reprimidas. Em princípio, a raiva é uma emoção positiva na medida em que nos permite resistir a circunstâncias que são frustantes ou ameaçadoras. É simplesmente uma reação de defesa ou ataque. Mas, tem pessoas que acreditam que desencadear um conflito, incitar uma discussão é a forma eficaz de atingir seus objetivos. Geralmente , são pessoas que tem uma raiva interna e nem sabe porque. 

Pode ter sido instalada na infância, quando se sentiu injustiçado, preterido, incompreendido, ou até o contrário, foi poupado de frustrações, não ouviu muitos "nãos", etc.. Com isso, não consegue tolerar e compreender as pessoas que pensam ou agem de forma diferente da sua, ficam irritadas e reclamam dos outros por não agirem da forma que elas "acreditam" que é a correta, não suportam o caos do mundo, porque, provavelmente experimentam o caos interior.

Isso demonstra uma certa insegurança emocional e a necessidade de se autoafirmar.

Estas pessoas, com raiva reprimida, quer sim a ordem, correção, mas consegue exatamente o contrário, com seus gritos e suas reivindicações. Só conseguem mais desordem, mais erros e menos soluções. Acabam se tornando vítimas de si próprio,, afastando as pessoas de seu convívio.

Devemos sim expressar nossa raiva, mas temos que aprender a traduzir mensagens negativas em sentimentos e necessidades. Mostrar aquilo que realmente desejamos, em vez daquilo que há de errado com os outros ou com nós mesmos, para enfim , criarmos um estado mental mais pacífico      .( que é o que nosso país mais precisa nesse momentos)

"APEGAR -SE Á RAIVA É COMO AGARRAR UM CARVÃO QUENTE COM A INTENÇÃO DE JOGÁ-LO EM ALGUÉM; É VOCÊ QUEM SE QUEIMA.'"(Buda)